Sobre

No início de janeiro de 1992, um grupo formado pelas comunidades árabes e muçulmanas se reuniu em Florianópolis, estado de Santa Catarina, para estabelecer o primeiro bloco do Centro Islâmico da cidade, como instituição licenciada no âmbito de estabelecimentos com objetivo não comercial, e sob o nome de “Núcleo de Estudos e Defesa do Alcorão”. Em seguida, o nome foi constitucionalmente modificado para se tornar o “Centro Islâmico de Florianópolis”.

Sob o princípio da Grande Shura, os fundadores do Centro Islâmico de Florianópolis se viram com uma grande responsabilidade em fornecer serviços de alta qualidade aos membros da comunidade muçulmana no estado brasileiro, para iniciar a jornada de formulação da visão, missão e objetivos principais e subsidiários deste Centro, para ser a incubadora principal da comunidade.

Ao longo dos anos, as metas e objetivos do Centro Islâmico evoluíram para alinhar-se às necessidades da comunidade árabe e islâmica da cidade, bem como a prestação de serviços sociais e educacionais para toda a sociedade com a prioridade regional em Florianópolis e região metropolitana. Estas metas estão em consonância com a preservação da cultura islâmica e sua revitalização e ativação, além de trabalharem com determinação para fortalecer os pilares da fé nas almas dos membros da comunidade muçulmana na cidade e em outras sociedades. O apelo do público também à incubadora islâmica abrangente era um dos objetivos do Centro Islâmico, além de estabelecer atividades e eventos de caridade para o benefício da comunidade islâmica e tornar o Centro Islâmico um centro de partida e coleta para eles.

 

Os meios que o Centro Islâmico pretendia alcançar para alcançar seus objetivos desejados diversificados e multiplicados, mantendo o ritmo com o desenvolvimento e as preocupações da comunidade e mantendo seu acordo com os ensinamentos da religião islâmica. Um dos mais importantes desses meios e ferramentas que o centro trabalhou para implementá-los nos últimos anos e planeja desenvolvê-los no futuro é o estabelecimento de centros educacionais e religiosos, como escolas e bibliotecas Centros de pesquisa e estudo, locais de culto e convivência social.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar